domingo, 17 de junho de 2012

INTERNAUTAS DEFINEM DEZ RECOMENDAÇÕES AOS CHEFES DE ESTADO NA RIO+20


Internautas de todo o mundo contribuíram para os “Diálogos para o Desenvolvimento Sustentável”, votando nas cem recomendações propostas pela plataforma digital vote.riodialogues.org. As dez recomendações mais votadas, uma para cada Diálogo, foram as seguintes:
Cidades Sustentáveis e Inovação
- Promover o uso de dejetos como fonte de energia renovável em ambientes urbanos.
A Economia do Desenvolvimento Sustentável, incluindo Padrões Sustentáveis de Produção e Consumo
- Eliminar progressivamente os subsídios danosos e promover mecanismos fiscais verdes.
Desenvolvimento Sustentável como Resposta às Crises Econômicas e Financeiras
- Promover reformas fiscais que encoragem proteção ambiental e beneficiem os mais pobres.
Energia Sustentável para Todos
- Tomar medidas concretas para eliminar subsídios a combustíveis fósseis.
Desemprego, Trabalho Decente e Migrações
- Colocar a educação no centro da agenda dos objetivos para o desenvolvimento sustentável.
Água
- Assegurar o suprimento de água por meio da proteção da biodiversidade, dos ecossistemas e das fontes de água.
Segurança Alimentar e Nutricional
- Promover sistemas alimentares que sejam sustentáveis e contribuam para melhoria da saúde.
Desenvolvimento Sustentável para o Combate à Pobreza
- Promover a educação em nível global para erradicar a pobreza e atingir o desenvolvimento sustentável.
Florestas
- Restaurar, até 2020, 150 milhões de hectares de terras desmatadas ou degradadas.
Oceanos
- Evitar poluição dos oceanos pelo plástico por meio da educação e da colaboração comunitária.


VOTAÇÃO DIGITAL



O processo de participação da sociedade civil teve início por meio da discussão de mais de 500 recomendações propostas na Plataforma Digital dos Diálogos. As que tiveram maior nível de apoio foram levadas para votação, entre 5 e 15 de junho, no site abertovote.riodialogues.org. As recomendações acima foram as mais votadas, em cada um dos dez temas, por mais de 60 mil pessoas, de 193 países.
Os resultados da votação servirão de parâmetro para os Diálogos presenciais, que estão acontecendo no Riocentro, no Rio de Janeiro, até o dia 19 de junho. As sugestões mais votadas entram na pauta de debates e poderão ser apresentadas aos líderes mundiais reunidos na seção oficial da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), de 20 a 22 de junho, também no Riocentro.
Cada um dos Diálogos discute 10 recomendações específicas, que resultaram de amplo debate realizado na plataforma digital www.riodialogues.org. Estabelecida com o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a plataforma digital dos Diálogos permitiu que mais de 11 mil pessoas, de 190 países – incluindo ativistas, líderes comunitários, cientistas, jovens e representantes do setor privado – participassem das discussões. As cem recomendações que estão sendo debatidas até o dia 19 de junho resultaram desse amplo debate virtual.
As recomendações propostas pelos debatedores e escolhidas pela plateia nos Diálogos durante a Rio+20 serão compiladas e apresentadas, juntamente com as escolhidas pelos internautas, aos Chefes de Estado e de Governo, no Segmento de Alto Nível da Conferência.
O site www.riodialogues.org está disponível nas seis línguas oficiais da ONU (inglês, espanhol, francês, árabe, chinês e russo) e também em português.

COMUNIDADE CIENTÍFICA MUNDIAL SE REÚNE PARA DISCUTIR ESTADO DO PLANETA


Relatório afirma que há evidências científicas de que o atual modelo de desenvolvimento está minando a capacidade de o planeta responder às agressões do homem.


A nata da comunidade científica mundial se reuniu durante uma semana na Pontifícia Universidade Católica do Rio (PUC) para trocar informações sobre o estado do planeta. As conclusões dos cientistas são preocupantes.
Quinhentos cientistas de 75 países. Entre eles seis prêmios Nobel. Em tom de alerta, o relatório divulgado nesta sexta-feira (15) afirma que há evidências científicas convincentes de que o atual modelo de desenvolvimento está minando a capacidade de o planeta responder às agressões do homem, que os níveis de produção e consumo poderão causar mudanças irreversíveis e catastróficas para a humanidade. Diz ainda que temos conhecimento e criatividade para construir um novo caminho, mas que é preciso correr contra o tempo.

O documento final do encontro traz recomendações urgentes que serão entregues aos chefes de estado da Rio+20, semana que vem no Riocentro. Caberá a um dos cientistas, prêmio Nobel de química, resumir em dois minutos os principais resultados.

Yuan Tse Lee, de Taiwan, falou que não temos muito mais tempo para fazer com que a sociedade seja sustentável, porque se continuarmos nesse ritmo, vai ser cada vez pior.
Para Carlos Nobre, secretário de políticas e programas de pesquisa e desenvolvimento do Ministério da Ciência e Tecnologia, há um claro descompasso entre o que dizem os cientistas e o que fazem os governos.
“Nós cientistas estamos tendo dificuldade de comunicar a todos os tomadores de decisão, que estão aqui, por exemplo reunidos, o senso de urgência. Tempo talvez seja o nosso recurso mais escasso na questão do desenvolvimento sustentável”.
Fonte: Jornal da Globo. Edição do dia 15/06/2012







sexta-feira, 15 de junho de 2012

RIO + 20

Se ...
Todos pintassem as casas de branco 
Todos reciclassem o lixo 
Todos tivessem poço artesiano 
Todos tivessem teto solar 
Todos plantassem uma árvore
Todos colocassem mais luz nos prédios
Todos não utilizassem mais papel 
Todos não jogassem lixo nos corregos 
Todos não utilizassem tanta energia elétrica 
Todos não utilizassem tanto plástico 
Todos não seguissem um consumo desenfreado 
Todos não utilizassem tanto petróleo 
Todos ... Pois pertencemos a idêntica casa 
Se ... 


Publicado no site: O Melhor da Web em 14/06/2012 
Código do Texto: 92555